Com obras da FIOL paradas desde 2015 no sudoeste da BA, extração de minério de ferro não pode ser iniciada na região

O canteiro de obras da Ferrovia Oeste Leste (FIOL) no distrito de Brejinho das Ametistas, no município de Caetité, sudoeste da Bahia, estão paradas desde 2015. O distrito, que possui cinco mil habitantes, é por onde devem passar pelo menos 60 dos 1.526 km de extensão da estrada de ferro da FIOL. Caetité é o meio do caminho das duas etapas da obra, já que a FIOL 1 é de Ihéus, no sul da Bahia, à Caetité, e a FIOL 2 é de Caetité até Barreiras. Na região oeste da Bahia, as obras de construção da ferrovia também enfrentam atrasos e não chegou nem a 30% do previsto.

RÁDIO LCE/LIBERDADE DE IMPRENSA